Por que é importante a manutenção do tratamento homeopático

Por que é importante a manutenção do tratamento homeopático
O tratamento homeopático apresenta aspectos diferentes do tratamento convencional ou alopático. Este último, busca principalmente o alívio dos sintomas que a pessoa apresenta. Para o médico alopata e pacientes em geral, quando os sintomas desaparecem significa que eles estão curados. Na realidade, é isso que a maioria das pessoas deseja: não sentir a dor, o desconforto, a angústia, a ansiedade, o stress, a enxaqueca, o reumatismo, a asma, a rinite alérgica, o eczema, as amigdalites, as otites, as sinusites, a pneumonia recorrente e outros processos.

Logicamente, há medicamentos convencionais que aliviam imediatamente muitos destes sofrimentos. Mas estes remédios, na maioria das vezes, atuam apenas nos sintomas que o paciente está apresentando e ao passarem seus efeitos, tudo pode voltar a aparecer novamente. Frequentemente, o tratamento da causa principal do adoecimento não está sendo feito e o paciente terá que voltar ao médico e tomar outro medicamento que, muitas vezes, assim como o primeiro, poderá causar efeitos colaterais.

O tratamento homeopático é mais do que alívio de sintomas

A Homeopatia atua de forma diferente. Ela busca o equilíbrio físico-emocional do paciente, procurando atingir as verdadeiras causas dos sintomas que a pessoa está apresentando, e não apenas aliviá-los. A maioria dos pacientes que procura um tratamento homeopático está com um processo crônico, ou seja, com doenças ou sintomas repetitivos que só aliviam com ansiolíticos, antidepressivos, antibióticos, antialérgicos, corticóides e outros.

A Homeopatia tem resultados extraordinários nestes casos, mas é fundamental que haja um tratamento, e não apenas medicamentos para o alívio dos sintomas, porque senão eles poderão retornar – como acontece com frequência.

Muitas vezes os pacientes marcam a consulta e com frequência desmarcam, ou porque melhoraram ou porque a medicação não surtiu o efeito que desejavam. Como a maioria dos pacientes possui um processo crônico, muitas vezes é preciso ajustar-se à medicação e o tratamento pode demorar um pouco mais a ter o resultado esperado. É importante saber que isto pode acontecer.

A automedicação é perigosa

É muito importante observar também que a automedicação homeopática não costuma dar bons resultados pois é uma medicina diferente da convencional, por isso deve-se evitar a repetição de medicamentos prescritos sem um acompanhamento médico. A mudança do medicamento ou de sua potência necessitam de orientação.

O acompanhamento do tratamento é a chave da cura

Para o sucesso do tratamento é fundamental o retorno à consulta no período estabelecido. Muitas vezes, o resultado já na primeira consulta é excelente e o paciente, acostumado com o tratamento convencional, acha que não precisa mais continuar frequentando às consultas. Mas o retorno na data combinada é essencial, não só para avaliar a evolução do paciente, mas para que as transformações que ocorreram no organismo se estabeleçam mais profundamente, levando-o realmente a uma saúde mais equilibrada.

Muitas vezes, dificuldades pessoais podem dificultar o retorno à consulta, mas estou a disposição para combinarmos a melhor forma possível para que o tratamento possa evoluir. Não exite em conversar comigo.


Um abraço a todos,

Maldonado.